Criar curriculo para trabalhar
Dica ao Viajante, Intercâmbio

Como criar um currículo para trabalhar no exterior

Trabalho no exterior, currículo modelo europeu, nova cultura, recrutadores e objetivos diferentes. E agora? Como posso moldar meu currículo para atender o mercado internacional?

Para quem está pensando no tão sonhado intercâmbio ou em trabalhar fora do país, essa pode ser uma dúvida gigantesca e também um diferencial entre quem é selecionado ou não para uma vaga fora do Brasil.

Foi pensando nisso que resolvi dar algumas dicas que aprendi no curso oferecido pela Udemy e ministrado pelo Edu Giansante do canal E-Dublin TV.

Não é publieditorial tá gente? É a minha experiência pessoal com o curso e depois de uma breve pesquisa no instagram, 100% das pessoas informaram precisar de ajuda para elaboração do currículo, resolvi fazer o post.

Vou dar quatro dicas para vocês, mas no final do post tem surpresa.

1 – Dados Pessoais

Aqui no Brasil é muito comum informarmos idade e estado civil, no caso de um currículo internacional, essa prática não é utilizada.

Informe seu nome, endereço, telefone (com código do país) e se tiver LinkedIn, deve  informar também.

2 – Experiências profissionais

Sempre que for descrever suas funções em determinado cargo, o essencial é mensurar suas conquistas.

Exemplo: se você faz parte de uma empresa do ramo da citricultura e é líder de equipe, não adianta somente informar que você lidera uma equipe, isso não é diferencial, muitas  pessoas lideram, o que te faz diferente?

Mensure seu trabalho: “Líder de uma equipe de 30 pessoas, sendo 10 delas no escritório central e 20 trabalhadores de campo”, lendo essa frase é possível entender que você é um líder que sabe lidar tanto com pessoas que entendem uma linguagem mais formal, normalmente utilizada nos ambientes corporativos, como pessoas mais simples, nesse caso, trabalhadores de campo.

Se desenvolveu algum projeto importante na sua carreira profissional, esse é o momento de informar e também mostrar os resultados desse projeto.

Atribuições rotineiras, como “responder e-mails”, não faz sentido informar, a não ser que você trabalhe exclusivamente para responder e-mails.

Mas lembre-se: Sempre mensure suas atividades e destaque o seu melhor.

3 – Voluntariado

Informe no seu currículo os trabalhos voluntários que você participou.

No exterior as empresas valorizam muito. Essa atitude mostrará que você é uma pessoa que pensa no coletivo e não visa somente retorno financeiro, seja qual for a causa que você defende.

4 – Currículo em inglês

Se você vai para um país que a língua nativa é o inglês (e claro isso vale para os demais idiomas), com certeza precisará fazer a tradução e se você ainda não é fluente, por favor, NÃO UTILIZE O TRANSLATOR. O tradutor poderá  mais atrapalhar do que ajudar e seu currículo ficará sem sentido.

Peça ajuda à um amigo que já conheça mais do idioma, um professor de inglês, um especialista em tradução, enfim, alguém que possa ajudar na tradução e deixar seu currículo mais atrativo.

Espero que tenham gostado das dicas e apliquem no currículo de vocês.

Só para lembrar, eu não sou profissional da área de RH, essas são informações que adquiri ao fazer o curso e achei legal repassar.

Mas recomendo muito que façam o curso do Edu, pois de verdade, me esclareceu diversas dúvidas e sem contar que ele dá muitas outras dicas (inclusive sobre LinkedIn) e disponibiliza um template do currículo, para que você altere com suas informações.

Como criar um currículo

Agora vem a novidade!!!

Quer concorrer a esse curso para saber exatamente como moldar seu currículo? Então clica na foto abaixo, você será direcionado ao instagram, siga as instruções e participe.

Criar curriculo para trabalhar

Espero que tenham gostado das dicas e boa sorte para quem vai participar do sorteio.

Imagem5

Nas redes 💻

Instagram: @ondecevailoko

Facebook: @ondecevailoko

✈ Superela: Colunista

8 comentários em “Como criar um currículo para trabalhar no exterior”

  1. Já tenho a parte do ‘voluntariado’ confirmada (sou voluntário na biblioteca da minha escola) ❤ Tomara que um dia eu consiga arrumar um emprego lá fora! ❤❤❤❤

    Curtir

  2. Nossa, meu sonho trabalhar no exterior. O Canadá é minha maior meta de vida, tanto para estudar, fazer alguma pós, quanto para trabalhar e morar *-* esse sonho ainda se torna realidade!
    Ah, seu post está incrível. Ótimo para quem já está pronto para montar um currículo!

    Curtir

  3. Ótimo post, nunca tinha parado para pensar como seria um currículo para trabalhar fora do país. Valeram muito essas dicas!!!

    Curtir

  4. Post super útil para quem está pensando em trabalhar no exterior. Cada país tem sua forma própria de elaboração de currículos e esse é um fator importante a se levar em conta em uma apresentação. O curso também parece ser bastante interessante.

    Curtir

  5. Muito úteis e práticas as dicas. O ponto de não usar o Google tradutor é fundamental! E as outra dicas penso que valem para elaboração de currículo em qualquer situação.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s